Política de extermínio segue a pleno vapor no Rio

Enquanto aguardamos a contabilidade oficial da matança em 2008 (que ainda vai demorar a sair) para saber se inacreditável recorde de 1.330 assassinatos de 2007 foi batido, o Governo do Estado do Rio de Janeiro (tendo à frente Sérgio Cabral Filho, do PMDB) vai matando bem no ano novo. Do boletim do deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL/RJ):

Nesta quarta-feira, a polícia mobilizou 300 homens para caçar três acusados de crimes em quatro favelas da Zona Oeste. Resultado: sete presos, apreensão de pouquíssima droga e de uma dezena de armas, a morte de 10 pessoas apontadas como suspeitas de envolvimento com o tráfico. Mortes demais para resultado de menos. Para Marcelo Freixo (PSOL), esse saldo só comprova a ineficácia da lógica da guerra no combate ao crime: ‘Temos a polícia que mais mata e mais morre e a violência só aumenta. E essa é a abordagem nas favelas. Isso não acontece nas ruas da Zona Sul’.

Anúncios

Tags: , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: