Uma iniciativa para cumprir a lei e acabar com os oligopólios midiáticos

Essa não deu no Jornal Nacional, na Veja e em outros produtos de desinformação da mídia gorda. Trata-se da entrevista com o procurador federal Celso Tres, publicada “originalmente no jornal-laboratório Zero, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), edição de novembro 2008″ e reproduzida pela Agência Carta Maior e pelo Observatório da Imprensa. A entrevista está disponível aqui (Carta Maior) e aqui (em pdf).

Digna de antologia, a conversa entre Rafaela Mattevi e Cora Ribeiro e o procurador deveria figurar como leitura obrigatória na formação não apenas dos jornalistas e profissionais de Comunicação Social, mas de todos os cidadãos brasileiros. Toda ela merece ser lida e divulgada. Ficou até difícil selecionar um trecho:

Então, o que nós vamos discutir é essa questão do oligopólio à luz inclusive da lei que regula a ordem econômica, não é nem a lei da mídia propriamente dita. É tão grotesco isso, que nem essa lei que regula a atividade de economia em geral permite o oligopólio – obviamente, é muito menos lesivo numa sociedade você ter um oligopólio de chocolate, pasta de dente, do que ter oligopólio da mídia. Falo oligopólio, porque monopólio seria a exclusividade absoluta; mas a RBS tem posição quase totalitária.

[Agradeço a Raquel Portilho, cujo blogue anda quietinho, pela dica.]

Anúncios

Tags: , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: