– Ô, Zé, óia o rato!

Outro dia presenciei uma cena que me fez lembrar as políticas de “atendimento ao consumidor”, “relacionamento com o cliente” etc.

Estava num mercado perto de casa escolhendo tangerinas, quando um funcionário que varria o chão grita:

– Ô, Zé, óia o rato! Não falei que tinha visto um rato andando aqui! Rato que entra aqui morre!

Olho para o lado e tá lá o camundongo estirado no chão, como diria um certo locutor esportivo (Januário Oliveira, se não me falha…). O Zé, responsável pela balança que pesa frutas, legumes e verduras, responde:

– Tá veno? O remédio é bom mesmo! Ó o bicho, mortin e sequin!

O Zé vira-se para a cliente que aguardava a pesagem de um saco de tomates e fala:

– Rato aqui entra da rua e morre! Aqui não fica, não!

Moral da história: esconder o rato dos clientes ou removê-lo discretamente pra quê, né?

Anúncios

2 Respostas to “– Ô, Zé, óia o rato!”

  1. Leo Lagden Says:

    HUAHUAUAHUA…
    Muito boa a conduta discreta dos funcionários.
    Choque de ordem neles!

  2. Alice Says:

    Lave muuuuiiiito bem suas tangerinas e demais frutas. rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: