Solidariedade no meio do túnel

Carro enguiça no Túnel Santa Bárbara. 17h30 de um dia útil. Nada de pegar no tranco. Pisca-alerta, encosto, cato o triângulo, começo a sinalizar para os carros desviarem.

Ligo para o seguro. Pedem para confirmar 393049 dados. A ligação cai.

Ligo para a Coordenadoria de Vias Especiais (CVE) da prefeitura. Anotei tempos atrás naquela de “um dia posso precisar” – e não é que foi útil? Atenderam o telefone (0800) imediatamente, perguntaram em que sentido do túnel eu estava e pediram para aguardar. Nem 30 segundos de ligação. Menos de meia-hora e chega o carro de assistência, que me empurra até a saída do túnel e me dá assistência depois.

Enquanto aguardava o reboque, em meio à fumaça, ao barulho e ao medo de um acidente, sinceramente, não esperava solidariedade. Porém, duas pessoas pararam se oferecendo para empurrar o carro (pensando que pegar no tranco resolveria, o que não era o caso), o que, naquelas circunstâncias, representava risco de serem atropelados. Um era um motoboy. O outro estava sozinho na direção da kombi de uma empresa, “a serviço do governo do estado”. Trabalhadores. Agradeci a ambos e expliquei que o socorro estava a caminho.

Sobre uma ampla calçada imediatamente à direita da saída do túnel, em segurança, ligo para o seguro para pedir reboque. Ao lado, crianças brincavam e corriam pelo gramado, na volta da escola. Passo por três menus de opções que nada têm a ver com o que eu precisava, até conseguir falar com um atendente. “A previsão é de 50 minutos”, ele me informa, após solicitar a confirmação de 989393 dados e pedir – educadamente, é verdade – para eu descobrir o nome da rua onde me encontrava, pois “Túnel Santa Bárbara não consta no nosso sistema”.

Conversando com o motorista do reboque do seguro, fico sabendo que a CVE não existe mais. Ou seja, o setor da Secretaria Municipal de Transportes foi extinto pela atual prefeitura, mas, felizmente, o telefone continua o mesmo (e a eficiência também, ao menos no meu caso).

Como em outras situações, lembrei daqueles que insistem em desqualificar, o tempo todo, o serviço público, e elogiar os serviços privados.

Anúncios

Uma resposta to “Solidariedade no meio do túnel”

  1. Maurício Caleiro Says:

    “Túnel Santa Bárbara não consta no nosso sistema” é hilário…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: