Protetores solares, Estado conivente e um certo jornalismo

Pro Teste reprova oito marcas de protetor solar, entre eles produtos como Sundown, Nivea, Banana Boat e La Roche-Posay“, diz O Globo. Antes de falar sobre o tal achado, cabe ponderar:

a) trata-se de um veículo de comunicação que mente periódica e sistematicamente. Portanto, no mínimo, há que se olhar com desconfiança o que publica.

b) não sei quais as credenciais da Pro Teste (o jornal nem se dá ao trabalho de explicar do que se trata) para realizar um teste específico a respeito de protetores solares – se é que foi de fato ela que o realizou, e não um laboratório contratado. A leitura da matéria nada acrescenta neste sentido… (Devo estar sendo chato, né? Ora, desde quando jornalismo existe para esclarecer? Afinal, vivemos num país em que a revista Playboy, que entende alguma coisa de bunda de mulher e de Photoshop, até um tempo atrás se metia a avaliar as universidades brasileiras – fazia um “ranking” e tudo. Digo “até um tempo atrás” porque faz tempo que não a consulto, nem mesmo para olhar as bundas. Portanto, ignoro se continua fazendo o tal “ranking”, mas o fato de tê-lo feito já demonstra o cabedal que embasa certas avaliações jogadas ao vento pelo jornalismo da mídia gorda.)

Bom, mas entrando no mérito da matéria e considerando que talvez haja alguma(s) verdade(s) nela. Perguntas:

a) o que as autoridades sanitárias têm a dizer? Ministério da Saúde? Anvisa?

b) o que os fabricantes têm a dizer?

c) as empresas e os responsáveis serão punidos? Multa sobre as empresas? Prisão pra alguém? Ação coletiva do Ministério Público?

d) algum destes produtos foi comprado pelo poder público (esferas federal, estadual e municipal), através de licitação, para proteção de funcionários que trabalham sob o sol (guardas de trânsito, garis, salva-vidas)? E aí, como fica? Haverá multa? Devolução de dinheiro? Ação das respectivas procuradorias por quebra de contrato? Prometer um produto com características a e entregar um com características , fora e aquém das especificações, é crime? Quem responde por ele? Qual a pena?

d) tenho aqui um filtro solar Nivea. (Não vou perguntar “o que faço com ele” para evitar respostas engraçadinhas dos leitores…) No rótulo tem o nome de um “responsável técnico”, acompanhado do número de registro no Conselho Regional de Química de São Paulo. O que este profissional e seu conselho de classe têm a dizer? E os responsáveis técnicos pelos demais filtros? Há um conselho de ética no CRQ-SP? Como funciona? Debater e julgar casos como este está entre suas atribuições?

e) em letras minúsculas, leio no rótulo: “Ingredientes: Aqua, Ethylhexyl Methoxycinnamate (…)”. Lembrei do Aldo Rebelo. O que justifica a publicação da fórmula em inglês? A multinacional Beiersdorf, dona da marca Nivea, não teve tempo (e verba, coitada…) para contratar um tradutor? O Brasil, país soberano, é incapaz de obrigar uma multinacional que ganha dinheiro fabricando e vendendo por aqui, e posteriormente repassa os lucros à matriz – contribuindo para a evasão de divisas, uma das causas históricas da desgraça latino-americana tão bem descritas por Eduardo Galeano em As veias abertas da América Latina -, a respeitar o idioma e os cidadãos que gastam seus reais consumindo os produtos? Os fabricantes são obrigados por lei a publicar a fórmula? Em caso positivo, a lei especifica o óbvio, ou seja, que os ingredientes devem ser listados em português? Qual a punição disponível para quem a descumpre? Que órgão público tem o dever de aplicá-la e fiscalizar seu cumprimento? Por que não o faz?

O excelente jornalismo feito por O Globo não fez qualquer destas perguntas. A julgar pela estrutura e pelo conteúdo, não duvido que a matéria seja, na verdade, mera reprodução de um comunicado à imprensa (vulgo release) da Pro Teste.

Anúncios

Tags: , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: