Rapidinhas

No Dia Internacional da Mulher, data de cunho político que muitos querem transformar em algo fofinho e comercial (como se dos Pais, dos Namorados, das Mães, das Crianças, Natal, Páscoa e o sucesso recente, o ridículo Dia do Amigo, não fossem o suficiente), o Programa Faixa Livre entrevistou um punhado de mulheres de luta. Sem descuidar da delicadeza, da cordialidade, do sorriso e do bom humor, fez uma homenagem à altura da luta do movimento de mulheres e do significado e conteúdo político deste dia. Jornalismo de qualidade e comprometido com a democracia, as causas sociais e a ampliação dos direitos da população é isso aí. Dá gosto ouvir o programa.

*  *  *

Nas últimas segundas-feiras, duas pérolas no História(s) do Sport:

a) “Obina melhor que Dadá“, de André Schetino, com direito a uma inacreditável e hilária entrevista do artilheiro que parava no ar e, falando em terceira pessoa, fala sobre ter feito gol de bunda e de boca;

b) “Respirar é preciso“, de Cleber Dias; enquanto lia o texto, imaginei o autor falando/contando a história – e gargalhei na frente do computador.

*  *  *

No Remídia, José Chrispiniano lançou a série/campanha/manifesto “Por uma TV bêbada“. Os vídeos são de rolar de rir. Por exemplo, Mussum. Tem também no rádio e no Oscar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: