A tônica do mês na mídia gorda: “Vamos malhar os jogadores do Flamengo porque eles frequentam favelas”

Semana passada escrevi um texto discutindo o ódio de classe que impregna certas críticas de jornalistas da mídia gorda ao comportamento de Adriano, atacante do Flamengo e da seleção (da qual um monte de gente quer tirá-lo…).

Pelo visto, a tônica segue sendo a do título que botei aí em cima. As aspas são retóricas, uma vez que não estou reproduzindo uma fala específica de veículo ou jornalista. Mas me parece evidente que essa tem sido a tônica a ditar o ponto de vista de vários jornalistas – esportivos ou não – por aí.

Hoje, no Blog do Argônio, o Léo Lagden apresenta um novo exemplo. Vale a pena conferir a imagem capturada pelo blogueiro e análise dele sobre a fala preconceituosa do jornalista em questão. Retrucando: até quando jornalista da mídia gorda vai achar anormal jogador de futebol frequentar favelas (dominadas pelo tráfico ou não)?

Anúncios

Tags: ,

2 Respostas to “A tônica do mês na mídia gorda: “Vamos malhar os jogadores do Flamengo porque eles frequentam favelas””

  1. Leo Lagden Says:

    Rafael,

    Em primeiro lugar agradeço a visita e o post citando o Blog do Argônio.

    Outro coisa me ocorreu: Por que a mídia gorda não cita abertamente que quer o implantar o sistema de guetos no RJ? Vamos ver a criação do Distrito 9 nas várias favelas do Rio.

    A campanha continua firme e forte. Não importa se é contra o Flamengo, Vasco ou qualquer outro clube. O que o jornal O Dia (apenas um exemplo) vem fazendo chega a beirar o absurdo.
    Ontem tava rolando um link de um blogueiro, que tem seu domínio hospedado no site Globoesporte.com que ele afirma com todas as letras que o time do Fla é um antro de marginais. Que consomem bebidas antes, durante e depois dos jogos. (Cadê as provas?)
    O modo como o jornalismo é feito atualmente chega a provocar ânsia…vou te contar!

  2. Jornalismo e livre associação. Livre? | A Lenda Says:

    […] primeiro lugar, pela imensa quantidade de preconceitos e ódio de classe presentes nas falas de muitos jornalistas que cobrem futebol, ao longo dos anos, […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: