Rapidinhas

Domingo tive o prazer de ver pela primeira vez Los Sebosos Postizos. À parte o repertório – bom, mas não 100% satisfatório pra um megafã de Jorge Ben, como é o meu caso -, um ótimo show. Sete caras no palco e um som tão bom que dava para ouvir nitidamente cada instrumento, cada batida da percussão. Perto do fim, houve um momento em que Lúcio Maia brincava com a guitarra. Lembrei de imagens do Robinho brincando com a bola em treino da seleção brasileira. Abaixo, um vídeo de “Zumbi”, minha preferida entre as tocadas:

*  *  *

No mesmo dia, O Globo estampou uma manchete que faz parte da campanha “Aluga-se”. O objetivo é vender, alugar ou entregar o país à iniciativa privada a qualquer custo. Uma das alegações, a de uma suposta ineficiência inerente a tudo que é público e/ou estatal. Esta “ineficiência” é sempre comparada a uma igualmente suposta eficiência inata à iniciativa privada. Conversa fiada, obviamente, como comprovam os serviços medonhos e caríssimos prestados por Barcas, Metrô, empresas de ônibus, Oi, Claro, TIM, Vivo, CEG, Light, Ampla, Itaú, Santander e diversas outras empresas que se beneficiaram da privataria patrocinada com dinheiro público pelos governos do PSDB nos anos 1990. Vale lembrar que, no estado do Rio, o governador Marcello Alencar (PSDB) entregou a preço de banana o que podia e o que não podia entre 1995 e 1998.

Fico à vontade para falar desse aspecto porque, de fato, os Correios – especialmente no Rio de Janeiro, como ocorre com diversas instituições e empresas públicas – apresentam problemas. Já critiquei-os duas vezes. A empáfia da empresa – que não está nem aí para buscar melhorar seus serviços, mesmo quando questionada pelos usuários -, infelizmente, joga água no moinho dos defensores da privatização.

*  *  *

Tinha escrito as pílulas de texto acima na manhã de segunda-feira. Sobre a cidade maravilhosa que está o rio/Rio desde ontem, gostaria apenas de registrar três pontos:

1) Senti falta do jornalismo corporativo das Organizações Globo registrar a eficiência da iniciativa privada. Afinal, os transportes são feitos por empresas privadas, o fornecimento de luz e gás também, a oferta de internet e telefonia etc., e todos estes setores, ligados à garantia de direitos essenciais da população, funcionam mal ou não funcionam em diversas partes do município. Moro em uma região relativamente privilegiada da cidade e está faltando gás aqui. Imagino a situação de quem mora nas favelas e/ou áreas menos valorizadas das zonas Norte, Oeste e Grande Rio.

2) Senti náuseas ao ler os comentários de certos(as) amigos(as) – e de amigos (as) dos(as) amigos(as) – no feicebúqui sacaneando as pessoas que moram nas favelas, chamando-as de burras pra baixo e, no íntimo, torcendo para que haja mais deslizamentos e mortes. Todos os escribas confortavelmente situados em suas casas, usufruindo de computador e internet em banda larga e/ou de internet via celular, iphone, blackberry e outras novidades tecnológicas que animam e elevam a autoestima de uma certa classe média deslumbrada.

Registre-se ainda que há quem tenha sentido falta do pedreiro, da faxineira, do chaveiro ou do entregador de algum comércio da vizinhança. Agora, sim!

3) Lembro das pessoas que passaram os meses de dezembro e janeiro sacaneando São Paulo e os paulistas por causa dos problemas com a chuva. E daqueles que celebram a escolha da capital fluminense para a realização dos Jogos Olímpicos de 2016. E da empáfia de boa parte da juventude dourada que vive falando que essa cidade é uma maravilha, como se a Zona Sul sociológica correspondesse ao município. Não chega a um quarto dele… É uma maravilha para alguns. Para muitos, é também um lugar em que a vida é muito, muito difícil. O simples ato diário de ir e vir do trabalho, por exemplo, é um martírio para centenas de milhares de trabalhadores.

Anúncios

Tags: , , , ,

Uma resposta to “Rapidinhas”

  1. O prefeito que pede e o prefeito que decide « A Lenda Says:

    […] A Lenda « Rapidinhas […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: