O preço da liberdade

Manhã cinzenta e chuvosa no Rio de Janeiro. O tempo dá um refresco no calor do verão, que já começou. A trocadora interrompe a leitura do Expresso da Informação e comenta com o motorista:

– Agora os polícia estão pedindo 2 milhões pra soltar ele. Os polícia tão mais sujo que eles. Dois milhões, o preço da liberdade… [Pausa reflexiva] Dois milhões, o preço da liberdade.

Anúncios

Uma resposta to “O preço da liberdade”

  1. LUIZ ROGERIO Says:

    numa manha cinzenta que muda a rotina de muita gente o assunto em questão do motorista e da trocadora de onibus ,é uma rotina pois nao generalizando, mas os maus policiai infelizmente isso acontece em todas as profissoes pedindo um valor surreal para soltar um bandido ou traficante da pesada um chefão do trafico como exemplo é uma vergonha esse tipo de casos mas está no nosso cotidiano, e a trocadora repetindo sem parar dois milhoes é o preço da liberdade humana pois vale muito essa liberdade,como um bordao diz estou pagando ,esse tipo de coisa vai acontecer muito ainda por muito tempo infelizmente a vida está tomanndo esse rumo que só irá acabar num caos se nada for feito para evitar isso, caro rafael obrigado pela sua atençao

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: