Passando o rodo

O texto desta segunda-feira no História(s) do Sport, blogue do grupo de pesquisa de história do esporte do qual sou um dos coordenadores, trata d0s megaeventos esportivos e suas (terríveis) consequências para a população e os cofres públicos. Os dados disponíveis até agora e as perspectivas são de arrepiar os cabelos. Como dizia uma vinheta antiga da Globo, “é um choque o que vem por aí“.

Anúncios

Uma resposta to “Passando o rodo”

  1. luiz rogerio Says:

    com certeza é um novo choque de ordem, que virá aonde aos turistas valem tudo e os menos favorecidos sao impedidos de assistir ,transitar, em nome do futuro de uma copa do mundo,jogos olimpicos, como foi no pan onde foram gastos muito dinheiro desnecessarios em equipamentos caros para depois alguns deles ficarem abandonados e mais tarde precisarem ser substituidos ,pois a populaçao, nem todos os atletas tiveram acesso a eles, como no carnaval onde os turistas e quem tem maior poder aquisitivotem condições de assistir de perto aos desfiles. deveria haver por partye do nosso governo uma maior integraçao para que esses problemas sejam resolvidos e a população consiga usufruir dessa estrutura montada sem causar mais trantornos á população,obrigado pela sua atençaão carissimo professor rafael fortes um abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: