Ontem eu furei O Globo hoje

Da série “eu furei a mídia gorda”, esta notícia publicada no Globo em 2/3/2011, às 18h49. N’A Lenda, comentei o assunto um dia antes, na noite de 1/3.

Obviamente não é, não foi e não será minha intenção, neste blogue, competir com a mídia gorda – seja em forma, conteúdo, periodicidade, velocidade etc. Aliás, nem poderia ser, por todas as diferenças (de métodos, objetivo, fins, vínculos políticos e econômicos, estrutura, recursos, linha editorial, rabo-preso etc.). Ademais, acho a apologia do “furo” uma tremenda bobagem e desserviço ao jornalismo. Mas, óbvio, não sou imune a ela. Por isso, confesso: que dá um gostinho bom quando furo – ou quase – alguma empresa da mídia corporativa, ah, isso dá!

Em tempo: para o bem e para o mal, há várias diferenças entre o que escrevi e o que saiu n’O Globo. Uma delas, pouco importante, é que a matéria d’O Globo diz que o problema começou na terça de manhã. Eu o enfrentei na segunda à tarde.

A principal, a meu ver, é que, ao contrário do veículo que apoia este modelo privatista criado no Governo FHC (PSDB) e agravado no governo Lula (PT), eu contextualizei a notícia. Para mim, é impossível discutir a ineficiência da ANATEL – evidenciada neste exemplo kafkiano em que não só os cidadãos, mas também a própria agência reguladora são vítimas da incompetência das empresas que ela, em tese, deveria regular – sem articulá-la ao modelo. Na mídia gorda, não só é possível, como corriqueiro.

Anúncios

Tags: ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: