Rapidinhas

O vídeo Desenvolvimento a Ferro e Fogo discute as consequências terríveis da Companhia Siderúrgica do Atlântico, instalada no Rio de Janeiro.

*  *  *

Para registro: por iniciativa – digna de aplauso – do deputado estadual Paulo Ramos (PDT), o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) recebeu a medalha Tiradentes da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

*  *  *

Esbarrei com uma reportagem muito bacana de Pedro Alexandre Sanches na Fórum de março. Intitulada “O lugar de Alaíde Costa” (infelizmente não achei link pra ela no sítio da revista), faz algo raro no jornalismo brasileiro, mesmo na mídia progressista: brinca com a forma narrativa e provoca o(a) leitor(a).

*  *  *

Em nota educada e técnica, a Associação Brasileira de Antropologia (ABA) registra ter enxergado uma penca de problemas no processo de licenciamento da Usina de Belo Monte, aquela obra que é o fim do mundo, mas o governo Dilma Rousseff (PT) toca em frente. Um trecho:

A presença de equipes técnicas da Funai nas aldeias, informando as comunidades indígenas sobre os estudos precedentes de impacto ambiental, não pode ser equiparada ao exercício de oitivas.

Considerando a barreira lingüística, a peculiaridade de sua organização política e a existência de fortes conflitos interétnicos, as audiência publicas não se configuram de modo algum em espaços que permitam a livre manifestação dos indígenas e que lhes propiciem os esclarecimentos específicos de que se ressentem. Ate o momento a demanda dos indígenas quanto a uma oitiva por parte do Congresso Nacional não foi nem sequer considerada.

É sempre bom ver uma entidade acadêmica se posicionando sobre questões que dizem respeito ao campo de atuação. Quanta diferença para as associações da Comunicação…

Anúncios

Uma resposta to “Rapidinhas”

  1. LUIZ ROGERIO Says:

    vendo a reportagem achei um absurdo o governo autorizar a construçao dessa siderurgica,prporcionamndo uma tramndformaçao malefica para toda a po´pulaçao e o meio ambiente mais uma vez em nome do progresso a todo preço.em suma um país ,sem educaçÕ DIGNA ,SAUDE PRECARIA ATENTANDO PARA UMA DESIGUALDADE SOCIAL,EXPULSANDO OS KORADORES DE SANTA CRUZ DEVIDO ÁS DOENÇAS CAUSADASPELO EXCESSO DE PÓ DOS MINERIOS POLUIDORES ,POLUINDO MUITO MAIS A ATMOSFERA,CAUSANDO TRANTORNOS A POPULAÇAO QUE FICA INDEFESA DIANTE DESSE CAOS QUE É O NOSSO PAÍS.A NOSSA REALIDAE É CHEIA DE SACRIFICIOS ,POIS NOSSA POPULAÇAO ´WE MUITO SACRIFICADA DIARIAMENTE MERECEM SER MAIS AMPARADA PELAS AUTORIDADES COMPENTENTES NAO ABANDONADAS A PROPRIA SORTE. ESSES EMPRESAS NAO DEVIAM TER PERMISSAO PRA ENTRAREM EM NOSSO PAÍS,PORQUE NA alemanha foi proibida de se instalar e na europa ninguem quer uma siderurgica que agridem ao meio ambiente e a populaçao deixando os pescadores e os maqnguejais sem emprego e destruindos ,respectivamente.soluçao principal maior presssao sobre o governo e baplicação de multas mais pessada e conscientizar monbilizaçao da população ,chamando atenção para os problemas causados pela siderurgica atlantico. obrigado pela sua atençao caro rafael fortes soares.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: