Rapidinhas

Retomando prática louvável dos sindicatos e centrais sindicais nos anos 1980, o Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (SEPE) colou cartazes nos muros do Rio de Janeiro com os nomes, fotos e partidos dos vereadores que votaram contra a previdência dos trabalhadores da Prefeitura do Rio. Eis a lista. Do jeito que a coisa anda no município, não duvido que haja assessor de vereador designado com a tarefa de percorrer a cidade à noite e raspar os cartazes…

*  *  *

Em texto traduzido por Idelber Avelar, Ilan Pappé comenta a demanda de reconhecimento do Estado palestino na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), este mês.

*  *  *

O que falar disso aqui? O que me incomoda – sinceramente, mais do que a matéria -, é um certo tom velado de que o país estaria melhor, não fosse (ou existisse) o Congresso. Na opinião de certas revistas semanais muito vendidas, estaríamos melhores caso não tivéssemos Poder Legislativo.

A situação se torna ainda mais grave se observarmos o grosso dos projetos diz respeito – olhem só que coincidência – à Comunicação.

*  *  *

Como a vida pessoal está longe de ser esse dia-a-dia, que tal ler esse texto de Luana Fornaciari?

*  *  *

A Revista de Ciências Sociais, de Fortaleza, lançou um dossiê “Futebol e sociedade no mundo contemporâneo: visões das Ciências Sociais” (em pdf).

Anúncios

Uma resposta to “Rapidinhas”

  1. Cristiane Bortoluzzo Says:

    Rafael,
    permita-me discordar de sua opinião sobre a matéria do globo.com.
    O que houve ali foi uma crítica a algo grave que infelizmente sabemos acontecer frequentemente no Congresso Nacional: deputados assinando suas “folhinhas de presença”, como se estivessem na faculdade, para poderem ir embora sem ter de trabalhar, e assim estarem livres pra viajar de volta a suas respectivas cidades em seguida. Ora, se isso já é condenável nas salas de aula, que dirá no Congresso, onde esses indivíduos ganham (muito bem, diga-se de passagem) justamente pra fazer isso: elaborarem e votarem projetos!!!
    Ok, pode ter havido um especial interesse em criticar o ocorrido por tratarem-se de votações de diversos projetos de radiodifusão.
    Mas daí a enxergar um tom velado de que o país estaria melhor se não existisse o Congresso… Não consegui!
    Nosso Congresso é, sim, vergonhoso – fato! E isso deve, sim, ser continuamente criticado e denunciado. Mas, ainda assim, é praticamente consenso de que, mesmo cheio de políticos interesseiros, ladrões, lobistas, e (infelizmente) com uma minoria dos que lá estão para defender os interesses do povo, é melhor isso do que nada.

    PS: dessa vez discordei do post, mas o blogue segue excelente, parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: