O novo PMDB

O PSD, novo PMDB criado pelo ex-prefeito Gilberto Kassab, de São Paulo, já abocanhou quase 500 prefeituras. Ou seja, nasce mandando em pouco menos de 10% dos municípios brasileiros. Da mesma forma que, assim que criado, subitamente abocanhou, via migração, 47 deputados federais (51 fariam 10%). No Senado, são dois de 81.

Quando digo novo PMDB, refiro-me à proposta política: um partido de direita disposto a vender sua participação na base do PT em troca de cargos. Mas não é demais lembrar que a grande maioria dos quadros da nova agremiação partidária, como Kátia Abreu (senadora por Tocantins), saíram do PFL (atual DEM). Portanto, embora possa negociar com o governo do PT, continua sendo direitona clássica, braba, latifundiária, escravista, antipovo.

Aqui no Rio, felizmente, elegeu apenas dois vereadores, não obstante contar com candidaturas de figuras tradicionais da política municipal, como Paulo Cerri (que, aliás, não se elegeu).

*  *  *

A se celebrar, neste domingo, a vitória do bravo PSOL em Macapá. Junto com Itaocara (RJ), serão duas prefeituras administradas pelo partido nos 5.561 municípios deste imenso Brasil.

*  *  *

Entre o que me mobiliza menos, há, evidentemente, vitórias e derrotas pontuais a comemorar ou lamentar. Vitórias de Arthur Virgílio (PSDB, em Manaus) e ACM Neto (PFL, em Salvador), por exemplo, são deploráveis. Assim como as de todo e qualquer candidato de partidos como PP, DEM, PR e PRB. Mas, claro, fazem parte da democracia.

Duro foi acompanhar o estranho segundo turno em minha cidade natal, Niterói (RJ), em que ficou difícil saber qual o pior candidato, inclusive por quem cada um abraçou e que métodos usou para tentar vencer: se o eleito Rodrigo Neves (PT) ou o derrotado Felipe Peixoto (PDT). Isso porque se trata de dois partidos que, para alguns, compõem o campo da esquerda…

Anúncios

Tags: ,

3 Respostas to “O novo PMDB”

  1. O trem enferrujado do secretário « A Lenda Says:

    […] « O novo PMDB […]

  2. Sobre a votação de ontem na Câmara dos Deputados | A Lenda Says:

    […] e aumentar a base aliada. O auge deste movimento se deu com a criação do inacreditável novo PMDB, digo, PSD por Gilberto Kassab e, logo depois, a entrada do partido no Governo Dilma Rousseff, com […]

  3. Ministério a temer | A Lenda Says:

    […] a ciência, óbvio, e tem sido muito criticada. E o novo ministro é Gilberto Kassab, criador do novo PMDB, que cumpre o papel que era previsível cumpriria: mais um partido de direita disposto a sempre ser […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: