Um texto

Da coluna de Gershon Knispel na Caros Amigos de junho:

“Em 1982, quando chegou aos ouvidos do público israelense o episódio da chacina nos campos de refugiados palestinos de Sabra e Shatila nas imediações de Beirute, pouco antes ocupada pelo exército de Israel, este se manteve afastado dos acontecimentos, enquanto as “Falanges” cristãs libanesas levavam a cabo um pavoroso banho de sangue. Na ocasião, meio milhão de israelenses saíram às ruas numa demonstração de protesto sem precedentes, que culminou com a demissão do então ministro da Segurança, Ariel Sharon.

Não mais reagiram quando da Segunda Guerra do Líbano; não na reocupação de Gaza em 2008, que vitimou 1.500 mulheres, crianças e anciãos.

Não protestaram pelos clandestinos atos terroristas Tag Mechir (A marca do preço) da extrema direita nacionalista, que provoca e ameaça continuamente pacatos palestinos dos territórios ocupados, danificando suas plantações de oliveiras, base de seu sustento, pichando revoltantes slogans racistas contra muçulmanos e cristãos nas paredes de mesquitas e igrejas, ou profanando cemitérios. Nada disto atrai, como no passado, manifestantes para a praça pública.

Em contraste, o encarecimento do queijo Cottage (sintoma do alto custo de vida) levou milhares a protesto em todas as cidades do país. O Iom Haatzmaut (Dia da Independência) foi há pouco festejado: não nas praças e ruas e sim com “churrascos” e piqueniques na natureza com a família.

Poucos dias depois, o time de basquete do Macabi Tel Aviv venceu a copa da Europa em jogo contra o Real Madri. À meia-noite encheram-se as praças, em festejos nunca antes vistos em Israel.

Mas quando a autoridade israelense começou a expulsar imigrantes sudaneses e eritreus ninguém se ergueu em protesto.”

Tags: ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: