Um livro

Fernando Sabino, em A cidade vazia (originalmente publicado em 1950):

“O essencial é não perder tempo, e a leitura, durante a viagem, na falta de outra ocupação, satisfaz rigorosamente esse preceito. Além disso, tem a virtude de pôr o passageiro a par do pensamento comum da Nação, porque o que ele lê em Nova York, está sendo lido ao mesmo tempo em todas as grandes e pequenas cidades dos Estados Unidos. A sindicalização jornalística, além de reduzir ao mínimo o noticiário local e anular completamente as divergências regionais de gosto, interesse e necessidades, uniformizou a mentalidade dos leitores num nível que elimina a concorrência, tornando mais fácil a tarefa de influenciá-los. A tácita colaboração entre dois jornais originariamente concorrentes, na manutenção do gosto padronizado do leitor, faz com que estes fujam de suas posições opostas e eliminem o ‘furo’ para cair no clima neutro das manchetes, comentários e até editoriais em comum, onde se tornam gêmeos sem serem irmãos (New York Times x Herald Tribune; Daily News x Daily Mirror etc.). E assim fica assegurada à Nação a certeza de que a opinião pública poderá ser rapidamente preparada, como se diz do exército e da marinha, ‘para qualquer eventualidade’.”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: