Rapidinhas

A Caros Amigos do mês passado trouxe algumas boas reportagens. Uma delas, “O DNA da corrupção”, de William Santos. Um trecho:

“O Sindicato Nacional dos Procuradores da Fazenda Nacional estima que o Brasil deixe de recolher anualmente cerca de R$ 500 bilhões em impostos de decorrência da sonegação. O valor é sete vezes maior do que as perdas com a corrupção, que correspondiam a R$ 67 bilhões em 2013, de acordo com um levantamento da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), entidade que gosta de apontar a corrupção e se calar sobre sonegação. O montante de recursos que não chega aos tesouros da União, dos Estados e dos municípios seria suficiente para manter o programa Bolsa Família por dezoito anos. ‘Enquanto isso, o governo edita medidas provisórias para arrochar aposentados, desempregados e viúvas para economizar R$ 19 bilhões para pagar juros de dívida, atingindo milhões de trabalhadores’, critica Randolfe” [Rodrigues, senador do PSOL/AP].

A mídia corporativa – composta, em boa parte, por empresas que são, elas próprias, sonegadoras – cala sobre o assunto, ou trata como mal menor.

*  *  *

Um bom artigo sobre a triste situação das universidades federais: “A bolha do Reuni estourou“, de Luís Vieira, professor da UFRJ.

Um ponto de vista distinto, mas também interessante, é apresentado por outro professor (e futuro reitor) da mesma instituição, Roberto Leher, em entrevista ao Correio da Cidadania.

E, sobre a greve recém-encerrada dos professores da rede estadual paulista, este texto do também professor Plínio Gentil.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: