Rapidinhas

visao_de_campo - conviteQuarta agora, dia 25, serão lançados dois livros de história do esporte:

a) História(s) do Sport: uma estratégia de difusão científica, organizado por Cleber Karls, Mauricio Drumond, Fabio Peres, Victor Melo. A obra é uma seleção de textos publicados no blogue homônimo, entre os quais três de minha autoria.

b)  O esporte no cenário ibero-americano, organizado por Victor Andrade de Melo.

O evento será a partir das 18 horas, na Livraria Folha Seca, Rua do Ouvidor, 37 – Centro – Rio de Janeiro. Pra quem não conhece, é uma boa oportunidade de visitar essa excelente livraria especializada em música, esporte e Rio de Janeiro.

*  *  *

A direita – cujas políticas dão margem a reações como os atentados de Paris – aproveita a comoção para aprofundar sua pauta. Nos EUA, vários políticos (governadores, senadores) estão falando em retomar a prática de isolamento em campos de concentração, tal como se fez com a população de origem japonesa (inclusive com muitos cidadãos estadunidenses, como explicita o artigo) durante a Segunda Grande Guerra. Agora seria a vez dos sírios e descendentes de sírios. Resolver problemas geopolíticos confinando parte da população em campos de concentração: eis uma das propostas de setores da direita em plena segunda década do século XXI.

*  *  *

Em dezembro vai rolar mais uma edição do Festival Internacional de Filmes de Esporte.

*  *  *

Que o governo federal vem destinando imensa quantidade de dinheiro público para proporcionar lucros a empresas, famílias, fundos de investimento e multinacionais que controlam instituições privadas de ensino superior, não é novidade alguma. O interessante é ver tal constatação ser feita por um dirigente do Proifes, o sindicato governista dos professores das universidades federais. Reproduzo trecho de nota da entidade:

Os dados demonstraram que o Programa FIES se transformou, entre 2010 e 2014, numa fonte de lucro sem precedentes para o ensino superior privado, levando a lucros da ordem de 800% para os acionistas das empresas do setor educacional com capital aberto.

O palestrante encerrou sua apresentação com a conclusão de que os recursos públicos repassados ao setor da educação privada no Brasil crescem de forma exponencial, desde 2010, e as perspectivas já são de que, em 2016, cheguem a 60% do montante destinado a todas as universidades e institutos federais. Porém, o dinheiro repassado a essas instituições não possui controle e em grande parte das instituições a verba não é revertida na qualidade do ensino, pois algumas universidades privadas visam apenas o lucro obtido através dos recursos.

Trata-se de um programa de: a) transferência de recursos públicos para o bolso dos ricos; e b) empréstimo para que brasileiros e brasileiras cursem o ensino superior em empresas ou instituições privadas. Difícil é saber o que é meio e o que é fim.

*  *  *

É por essas e outras que as corporações de mídia se animam tanto com a perspectiva de ver Aécio Neves (PSDB) na presidência da República. Se com um governo do estado já houve tal farra, imagina no Planalto!

*  *  *

Triste, muito triste saber que Macri será o novo presidente argentino.

Uma resposta to “Rapidinhas”

  1. Ainda sobre a Pátria Educadora (3) | A Lenda Says:

    […] 1) O texto foi escrito como se não houvesse universidades federais no Brasil. E como se os caminhões de dinheiro que os governos Lula e Dilma decidiram destinar às instituições privadas não fizessem falta nas estatais. Como comentei antes, segundo um dos líderes do insuspeito Proifes (o sindicato governista dos professores de instituições federais), a conta era de que, em 2015, o volume de dinheiro chegasse a “60% do montante destinado a todas as universidades e institutos federais“. […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: